terça-feira, 24 de janeiro de 2017

I DRINK YOUR BLOOD



I DRINK YOUR BLOOD

Enquanto você acorda
De seu sono tranqüilo pela manhã
Mais uma vítima se junta
Aos 2 milhões de mortos na guerra civil afegã

Você levanta para tomar café
Ricota, pão, queijo, presunto, batata pálha
E nem faz idéia que de 91 até hoje
Já morreram mais de 400 mil pessoas na Somália

Daí pega inocentemente o seu android, que trava, você pragueja
E acha que problema no  provedor de internet é uma parada séria
Mas nem tem noção, irmão
De quantos foram assassinados na Insurgência Islâmica da Nigéria

Mais de 30 mil no noroeste do Paquistão
Quase 50 mil no México
Quase 10 mil na Ucrânia
E mais de 460 mil no Sudão

À noite mete o nariz
No pino de cocaína
E não, não imagina,
Que você financia as mortes na Palestina

Colômbia, Síria,
Índia e nas quebradas do seu bairro e do seu estado
A cada 23 minutos, meu senhor
Um jovem negro é assassinado

Enquanto isso, em Gotham City
O Senhor das armas
The “Stupid White Man”
É ovacionado

E na Republiqueta de Bananas
O pobre de direita
É o produto do capitalismo
Mais bem acabado

You lose my friend
Ilusion, my religion
I get my money and drink your blood.
Game over

7L









 


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

COMO?CARNE!


 
COMO?CARNE!
.
.
My project
My sound
My action:     [2x]
.
Protection!!
Protection!!
Protection!!
Protection!!

Conclusões apressadas
Sobre a vida, a morte
O todo e o nada
.
O Deus dinheiro e o monoteísmo cretino
De uma igreja sádica, assassina, intermitente e malcriada
.
Estupraram a criada
Estriparam a juíza grávida na tv paga
.
Uma árvore não sai do lugar
O melhor lugar é o hoje, para amanhã não se  estar
Na sala de estar do racismo à brasileira
Assino o B.O. por ter xingado um assassino
.
Se eu matasse todos os mortos que morreram por nada
Com minh'alma inflamada
Minha caneta engatilhada
Minha ausência de culpa mal-disfarçada
.
Só queriam drogas para se curar
Durmiam na rua para se esconder do frio de uma vida correlata
Fumavam na lata todas as esperanças plantadas na missa dominical
Acreditavam que olhar nos olhos seria o real culto à verdade universal
.
Dividiam o pão entre os de coração partido
Partiam a razão dos sem partido
Ninguém entendia nada
O herói tinha sua biografia apagada
.
apagada
.
REFRÃO

My project
My sound
My action:     [2x]
.
Protection!!
Protection!!
Protection!!
Protection!!

Ninguém paga um real pela minha narrativa
Mas ainda não me negaram um boquete e um copo d'água
Abri mão do dinheiro quando senti seu cheiro
Abri a mão na cara da maldade por inteiro
.
Produções razas, voláteis, infantis e pouco construtivas
Vazia a sua caminhada
.
Em busca dos like's
Mc's machos, meras putas de nike
Pliss, suck my egg's
Pliss, looking in my eyes
.
O youtube não irá teletransportar a paz
Para a rua
Escondido debaixo da cama
Libertado, quando trancado no banheiro
.
Frente ao espelho
Em frente o escaravelho do diabo
As garras longas e afiadas
Sua boina não pode esconder a insônia
.
Seu baseado é mais útil que você
Sagrado rolê que te deixa longe de casa
Seus pais se preocupam
(Mas no fundo agradecem)
.
Enquanto você tece esse pseudo consumismo formado em homofobia, machismo e uma vocação dilatada para o nilismo
Por favor se mate e não poste mais nada
.
Enquanto você e seu terceiro mundismo
Buscam inspiração dentro do carro do pai
Fazendo um fly e buscando plágios no spotify
No muay, no tie, i died, no hay esperança
.
Eu matei seus sonhos de criança
E hoje sou um velho idiota fora da lista do INSS
P.s.: As FM's de merda estão todas compradas
E é The Noite que eu vejo quão idiota é essa parada
.
Mídia, Wikipedia
Meninos vendendo balas no buzão
Crentes friamente pedindo uma oração
.
Ora, somos o espírito consome-dor
Quem consome some com o amor
Parcelo minhas rimas em 12 vezes no cartão
Mal-estar card, sem alarde
.
- Como carne!
- Como?
- Carne!
- De veganos?