sexta-feira, 12 de maio de 2017

A BRECHA PARA O AFROFUTURISMO




  
A BRECHA PARA O AFROFUTURISMO

 
A quase um século, já dizia Brecht
O pior analfabeto é o político
É mítico e irrascível ver
O pobre de direita fã do Willian Bonner
Que se esquece da Clyde
E o fascista de curitiba contando mentirinhas no slide
Querendo enganar o povo com a quadrilha da odebrecht

Eu MC falando das tretas razas de lá
Falando da ostentação dali
Sem pensar
Que em Salvador os jovens negros procuram em Ogun o seu Salvador,
Pra não morrer na mão do senhor da guerra

Atotô atotô Obaluaê
Obá Obá meu Pai Oxalá

Salve meu Ori, Asè Zambi ao planeta terra
Ko si ORISA ti da nigbe leyin ORI en 
(Não existe um ORIXÁ que apoie mais o homem do que o seu próprio ORI)
Cure-nos das chagas que a pós-verdade tenta a nós disseminar

Discernir na babel hi-tech 
Quem são os homens, as mulheres, os professores e os muleques
Pois o que te mata te faz renascer
E o que não te faz pensar, te escraviza e não te fortalece

O som, o clipe
Bmw, chandon
Se ligue
Dê play,
No pain no gain
Take it easy

Seu speed flow
Bola fora sem gol
Será só mais uma galinha em pleno vôo

 
E isso não transformará a dor em cura
Ninguém segura
O racismo, o machismo, a homofobia
A desigualdade, a insanidade, a crueldade
O cinismo e o nilismo assim perdura

Duro o solo, bom a uva
Se segure parceiro
Lá vem o mensageiro fazendo a curva
Em meio a crise

[REFRÃO]

Calma, calma a sarna sai
Na palma, na palm na saia do fascismo
Rede globo by
No hay, no muay, no tay
Guenta flor a furta-cor do afrofuturismo!!   [2x]

7L 





quarta-feira, 10 de maio de 2017

NEW - UNDER - TOWN


Posto
Póstumo
Pós-tumultos
Do túmulo da esperança, um indulto:

Dai-nos a paz da morte
A sorte do verso
A tinta das matas

Sorve
Só, o vértice
Dizz solvente

Cruza
A cruz
Cruz+cruz= clã
En

Éter
Na mente
Na neth
Understand, New-Under-Town?


7L

Imagem: Barbara-Florczy ( http://www.diaforetiko.gr/prosklhsi-se-paramithi/ )

quinta-feira, 9 de março de 2017

EU NÃO PRESTO (Ô RAUL, CADÊ ANDRÉ?)


























Hoje no Brasil e no mundo tá na moda ser destro
Hoje no Brasil e no mundo tá na moda ser destro

Eu acho que eu vou ser preso
Eu acho que eu vou ser amarrado
Eu acho que eu vou ser eletrecutado
Eu não presto!                                             [2x]

Mas
Mas
Mas

Eu lutei com dragões
Expulsei os fariseus
De Jerusalém

Os pterodáctilos
E os helicópteros
Chamem Jackie Chan
Nem mesmo a Rotam
Pode me deter

Porque
Eu lutei com dragões
Derrubei mais de mil aviões
Enfrentei governos tirânicos
Encarei até o Estado Islâmico

Chamei
O Donald Trump
Pra fazer na mão

7L




segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

MEMÓRIAS DE MIM




Por Iran Pereira

Enviado por email e publicado sem autorização ;)

«descobri, muito misteriosamente,
que eu estava escrevendo um livro...
e que cada dia vivo e solar,
era uma pagina do que seria seu resultado final.
meus passos, entao, se reduziam a palavras que diziam do destino da historia que estava sendo escrita;
cada suspiro uma virgula, cada olhar reticencias...
cada pensamento uma aventura:
conhecia bem a historia de mim mesmo ate aqui,
precisava esclarecer certos episodios a meu respeito que ficaram obscuros no passado, mas estava longe de ser um misterio universal.
o destino era um esfinge
e seus enigmas
a liberdade entao nao poderia ir alem do meu poder de imagina¢ao e coragem,
e minha historia poderia ser facinante!
que "a covardia nao mudaria o destino", parecia ser a moral de tudo...
eh quando se revela...
quando descobrimos que o final desta "historia viva" esta em nossas maos,
que os suicidas sao os unicos "escritores" que se levam a serio e decidem o final de uma historia que nao lhes agrada...
o dom de um poeta eh sua imagina¢ao...
sobreviver entao era, escolher as palavras certas e seu tom adequado.
agora vivo desviando meus passos,
escolhendo palavaras inefaveis e musicais,
tendo pensamentos feericos e extases com plantas alucinogenas,
amando sereias...
quero que a minha historia, pela via-lactea, seja a mais encantadora de todas...
nao quero escolher o final de minha fabula.
persigo o original e seus perigos
quero morrer inedito!»memorias de mim//nihil

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

IRÔNICA CRÔNICA: A GREVE DA PM






A GREVE DA PM


Segunda, seis, mas bem podia ser sexta-feira treze!!!

Com a mulher e o marido de greve e as policiais e os policiais aquartelados no Estado do Espírito Santo, até os neo-pentecostais não esqueceram o sinal da cruz três vezes antes de sair de casa. O velho taxista da Praça Costa Pereira trouxe novamente à ativa seu  canivete dos tempos de escoteiro. A dona do cafezinho atende os transeuntes através da grade de casa. Os carros transitam com seus vidros fechados, mesmo no abafado abissal da manhã em Vitorinha.

É notória e geral a sensação de insegurança, presente no olhar das pessoas ao se deslocarem para seus trabalhos, pois qualquer conversa, mesmo em tom amigável, já desperta os olhares “desconfiosos” dos que ousaram sair  sem a santa e magnânima proteção do estado.

Os mais antenados já monitoram as ruas na expectativa de uma ação coordenada do Estado Islâmico. Os vigias de carro não tem mais o que fazer, pois, se a insegurança é geral, tanto faz tanto fez largar seu carro ao “deus dará” nessas ruas, onde o meliante espreita.

Os noticiários e as redes sociais em polvorosa noticiam os inúmeros assassinatos, assaltos e sequestros. A mulher que apanha todo dia do marido foi obrigada a dar-lhe uma surra, pois bem sabia que a patrulha maria da penha não estaria de prontidão, a defendê-la. Os nóias, ah os nóias, esses compram crack como quem vai à farmácia comprar rivotril ou ao bar da esquina tomar uma gelada. Porém os donos das bocas de fumo andam preocupados, pois sem a polícia nas ruas quem irá protegê-los do arsenal de seu concorrente?

Somente o trabalhador e a trabalhadora andam tranquilos, para sua rotineira e velha labuta. Sabem bem que o celular escangalhado não é da preferência do ladrão, sua bolsinha cheia de moedas também não será alvo - aliás - meliante também tem mãe, não tem?  E  a melhor de todas as certezas: Hoje não tem tapa na cara e marmita revirada!!!

Antes de sair de casa para o trabalho fiquei um pouco alvoroçado, minha calça frouxa, não sei bem onde o cinto foi parar....de mil e uma utilidades...Santo Governo Power-Point Batman!!

7L

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

I DRINK YOUR BLOOD



I DRINK YOUR BLOOD

Enquanto você acorda
De seu sono tranqüilo pela manhã
Mais uma vítima se junta
Aos 2 milhões de mortos na guerra civil afegã

Você levanta para tomar café
Ricota, pão, queijo, presunto, batata pálha
E nem faz idéia que de 91 até hoje
Já morreram mais de 400 mil pessoas na Somália

Daí pega inocentemente o seu android, que trava, você pragueja
E acha que problema no  provedor de internet é uma parada séria
Mas nem tem noção, irmão
De quantos foram assassinados na Insurgência Islâmica da Nigéria

Mais de 30 mil no noroeste do Paquistão
Quase 50 mil no México
Quase 10 mil na Ucrânia
E mais de 460 mil no Sudão

À noite mete o nariz
No pino de cocaína
E não, não imagina,
Que você financia as mortes na Palestina

Colômbia, Síria,
Índia e nas quebradas do seu bairro e do seu estado
A cada 23 minutos, meu senhor
Um jovem negro é assassinado

Enquanto isso, em Gotham City
O Senhor das armas
The “Stupid White Man”
É ovacionado

E na Republiqueta de Bananas
O pobre de direita
É o produto do capitalismo
Mais bem acabado

You lose my friend
Ilusion, my religion
I get my money and drink your blood.
Game over

7L









 


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

COMO?CARNE!


 
COMO?CARNE!
.
.
My project
My sound
My action:     [2x]
.
Protection!!
Protection!!
Protection!!
Protection!!

Conclusões apressadas
Sobre a vida, a morte
O todo e o nada
.
O Deus dinheiro e o monoteísmo cretino
De uma igreja sádica, assassina, intermitente e malcriada
.
Estupraram a criada
Estriparam a juíza grávida na tv paga
.
Uma árvore não sai do lugar
O melhor lugar é o hoje, para amanhã não se  estar
Na sala de estar do racismo à brasileira
Assino o B.O. por ter xingado um assassino
.
Se eu matasse todos os mortos que morreram por nada
Com minh'alma inflamada
Minha caneta engatilhada
Minha ausência de culpa mal-disfarçada
.
Só queriam drogas para se curar
Durmiam na rua para se esconder do frio de uma vida correlata
Fumavam na lata todas as esperanças plantadas na missa dominical
Acreditavam que olhar nos olhos seria o real culto à verdade universal
.
Dividiam o pão entre os de coração partido
Partiam a razão dos sem partido
Ninguém entendia nada
O herói tinha sua biografia apagada
.
apagada
.
REFRÃO

My project
My sound
My action:     [2x]
.
Protection!!
Protection!!
Protection!!
Protection!!

Ninguém paga um real pela minha narrativa
Mas ainda não me negaram um boquete e um copo d'água
Abri mão do dinheiro quando senti seu cheiro
Abri a mão na cara da maldade por inteiro
.
Produções razas, voláteis, infantis e pouco construtivas
Vazia a sua caminhada
.
Em busca dos like's
Mc's machos, meras putas de nike
Pliss, suck my egg's
Pliss, looking in my eyes
.
O youtube não irá teletransportar a paz
Para a rua
Escondido debaixo da cama
Libertado, quando trancado no banheiro
.
Frente ao espelho
Em frente o escaravelho do diabo
As garras longas e afiadas
Sua boina não pode esconder a insônia
.
Seu baseado é mais útil que você
Sagrado rolê que te deixa longe de casa
Seus pais se preocupam
(Mas no fundo agradecem)
.
Enquanto você tece esse pseudo consumismo formado em homofobia, machismo e uma vocação dilatada para o nilismo
Por favor se mate e não poste mais nada
.
Enquanto você e seu terceiro mundismo
Buscam inspiração dentro do carro do pai
Fazendo um fly e buscando plágios no spotify
No muay, no tie, i died, no hay esperança
.
Eu matei seus sonhos de criança
E hoje sou um velho idiota fora da lista do INSS
P.s.: As FM's de merda estão todas compradas
E é The Noite que eu vejo quão idiota é essa parada
.
Mídia, Wikipedia
Meninos vendendo balas no buzão
Crentes friamente pedindo uma oração
.
Ora, somos o espírito consome-dor
Quem consome some com o amor
Parcelo minhas rimas em 12 vezes no cartão
Mal-estar card, sem alarde
.
- Como carne!
- Como?
- Carne!
- De veganos?